A metade do queijo já foi

0
371
Ricardo Chicarelli

Lá se foi mais da metade do campeonato, um turno, 20 jogos que deixaram o Londrina em situação de alerta na tabela. O clube se encontra na zona de rebaixamento com 20 pontos ganhos e apesar da melhora de produção após a chegada de Márcio Fernandes, ainda oscila e perde pontos bobos, principalmente em casa.


O desafio de amanhã é contra o Brusque (SC), um time arrumado, com um treinador que conhece o que tem em mãos, também conhece o Londrina, até porque o enfrentou no ano passado na Série C. O artilheiro da Série B é do time catarinense, Edu tem 11 gols e uma facilidade para finalizar que chamou atenção até mesmo dos dirigentes do São Paulo. No meio de campo, o bom Tiago Alagoano também é destaque, ele mesmo, aquele que quase veio para o LEC junto com Pirambu ainda em 2019. O gol do Brusque é do experiente Zé Carlos, ele também jogou aqui, quem não se lembra da troca de “carícias” entre ele e o zagueiro Luizão após o jogo em Pelotas? Foi tão feio que o goleiro foi dispensado, já o bom zagueiro Luizão foi para o Coritiba.


O Londrina não tem o goleiro César e nem o atacante Safira, suspensos, nem viajam com a delegação. As esperanças ficam por conta do menino Lucas Lourenço, apesar da pouca idade ele tem mostrado muita personalidade, mas precisa jogar mais.


Um provável LEC tem: Dalton; Bianqui, Saimon, Lucão e Felipe; Tárik, Jhonny Lucas, Gegê (Celsinho); Caprini, Lucas Lourenço e Salatiel (Gabriel Ramos). Provável Brusque: Zé Carlos; Toty, Ianson, Alemão e Airton; Nonato, Potiguar e Tiago Alagoano; Alex Rhuan, Garcez e Edu.

Parceiros

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui