Portimonense nega dívida ao Londrina e acusa gestor do Tubarão

0
735
Anderson foi um dos atletas vendidos pelo LEC ao clube português. - Foto: Gustavo Ticiane

O Portimonense nega ter alguma dívida ao Londrina, do Brasil, que ameaça recorrer à FIFA por falta do pagamento de três jogadores (Rômulo, Casagrande e Anderson, que estão nos algarvios desde 2019), numa verba a rondar os 500 mil euros.

Segundo o portal e jornal português “O jogo”, o que está em causa é um acerto de contas entre os dois clubes, uma vez que o Portimonense tem três jogadores seus emprestados (Marcel, Jefferson e Ruster) ao Londrina, suportando na íntegra os vencimentos dos três. Aliás, num outro empréstimo, de Felipe, já na época passada, foram também os alvinegros a pagar a totalidade dos salários desse lateral direito.

Segundo a mesma fonte informou ao portal português, todo o processo foi devidamente combinado com o gestor Sérgio Malucelli.

LEC vai recorre na FIFA
O clube cobra uma dívida estimada em 568.871 euros e alega que os pagamentos de parcelas relativas às transferências para o Portimonense dos jogadores Casagrande, Rômulo e Anderson não foram liquidadas. O Londrina, em comunicado, garante que tentou resolver a questão “de todas as formas possíveis, amigáveis e cordiais” e adianta que o Portimonense “vem ignorando os nossos contactos”.

Parceiros

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui