O cara que parou o “capetinha”!

0
728
Arquivo Sergio Vittori

Hoje tem Cruzeiro x Londrina em Belo Horizonte, pela Série B do Brasileiro. Há 19 anos, o Tubarão vencia a raposa por um a zero no Café, pela Copa do Brasil de 2002. Aquela quarta-feira, dia 27 de fevereiro, ficaria eternizada para o camisa 1 do Londrina, Serginho. Quando o jogo ainda estava empatado em 0x0, o goleiro defendeu um pênalti batido por Edilson Capetinha. Nada mais justo que dar voz ao homem que parou o pentacampeão do mundo, não é mesmo?!


Serginho: Fico muito contente com a lembrança, saber que somos lembrados pelas coisas boas que a gente fez né. O futebol mudou muito daquele tempo pra cá. Antigamente o futebol era mais saudável na parte de provocação, de brincadeira e hoje não pode né. O Cruzeiro era muito forte, jogadores de seleção, tinha Edilson, Maicon, Cris, Luisão, Sorín.


Como foi o pré-jogo?

Serginho: O técnico deles, na época o Marco Aurélio, disse em entrevistas que viria para Londrina para liquidar o mata-mata já no primeiro jogo, isso mexeu comigo, mexeu com a gente e deu no que deu.


Após o término da carreira você fixou residência aqui e segue torcendo pelo Tubarão, qual o palpite para hoje?

Serginho: Jogo difícil né, Rafa. O Cruzeiro vem com a corda no pescoço, precisando da vitória, eles não vivem momento bom, mas tem sempre que respeitar a camisa deles. Mas acredito que o LEC pode aproveitar essa situação e com inteligência conseguir o resultado. Jogo bom de jogar, jogo bom de assistir esperamos que seja um espetáculo maravilhoso para desfrutarmos.


O time que jogou e venceu o Cruzeiro com gol do angolano Johnson em 2002 foi: Serginho; Denis, Dé, Fernandão e Carlos Eduardo; Vanderlei, Tião, Paulinho Andrade (Sharlei) e Pires; Johnson (Luciano) e Itamar (Cristiano)

Técnico: Freitas Nascimento.

Ouça o papo com o goleiro Serginho

Parceiros

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui