O melhor camisa 8 nos deixou

0
88
Shaun Botterill /Allsport

Freddy era sinônimo de raça, diferente da nutelada que se tem hoje em dia, entregava tudo em campo, passe refinado, cabeça erguida, bote certeiro, não admitia mimimi, tinha um chute preciso e muita liderança.

Lembro-me com carinho da data desta foto, foi no dia 15 de maio de 2010, em Presidente Prudente, após a coletiva de imprensa do então técnico do Galo, Vanderlei Luxemburgo.

O jogo? Acredite se quiser, 4 a zero para o Grêmio Prudente pelo Brasileirão Série A, Rincon era auxiliar técnico do Luxa e passou meio cabisbaixo pelo resultado. Gritei: – E aí, Freeeeddy?! Assim mesmo, como o conhecesse de longa data, acredito que o futebol é mágico por isso não é mesmo? Aproxima as pessoas sem que elas estejam conectadas fisicamente.

Para minha surpresa, Rincon sorriu, bateu um papo de uns dez minutos comigo, falamos sobre o café colombiano, as armadas do Aspeilla, sobre a Copa do Mundo que seria na África e a esperança de uma Colômbia do “menino” Rodallega, que hoje é veterano e atua no Bahia.

O colombiano foi o maior volante que eu vi jogar, agora vai reforçar a seleção do céu!

Descanse em paz, Rincon

🇨🇴
Parceiros

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui