Os 5 mais do LEC

0
622

A semana foi de festa em Londrina, o time da cidade, o nosso querido Tubarão completou 65 anos no dia 5 de Abril. Uma história rica, de muitas conquistas, jogos memoráveis e também jogadores lendários que vestiram nosso manto. A rádio Banda B de Curitiba, no ano passado, fez uma votação para eleger os cinco maiores jogadores do LEC em toda sua história. Eu tive a honra e o privilégio de ter sido escolhido como votante, ao lado dos amigos Vanderlei Rodrigues, Jota Matheus, Gil Rocha e do repórter Lúcio Flávio.

Eu votei assim: Gaúchinho, Carlos Alberto Garcia, Marinho, Zé Roberto e Éverton.

Gaúchinho – Meu pai falava que o Gaúchinho era craque. Não é porque eu nasci em 89 que vou ignorar o passado, pelo contrário, creio que é nossa obrigação entender o passado para compreender o presente e escrever o futuro, sem falar que hoje em dia se tem o auxílio das imagens e de quem jogou na época para ajudar no “refresco da memória da época”. Ele tem o nome marcado na história do clube e tem que ser respeitado.

Carlos Alberto Garcia – Pela técnica e pela credibilidade que tem até hoje, é um dos cinco. A identidade do Garcia com o Londrina é uma coisa de outro do mundo. Voto por tudo que fez dentro e fora de campo, sinto-me honrado em trabalhar ao lado dele nas transmissões da TV LEC. É um ser humano ímpar!

Marinho – Até hoje a gente brinca que o Marinho joga em times das Séries A, B, C e D do futebol brasileiro, mesmo com a idade que tem hoje. Ele era um zagueiro que antecipava e não esperava o atacante dominar. É um cara que tem um senso de colocação que era um absurdo.

Zé Roberto – O Zé é outro que eu ouvi muita coisa, o cara jogava muito, era craque. Foi volante daquela histórica campanha de 1977. Tinha elegância, sabia pisar na área, marcava e jogava.

Éverton – Ele chutava muito e também era craque. Éverton, para muitos, é o melhor meia que passou pelo Londrina. Todo mundo que eu pergunto fala isso, é quase unanimidade. Se jogasse hoje seria titular em time europeu e ganharia muito dinheiro. Tem muita gente boa que não cabe na lista, e essa é a graça do futebol, memórias, lembranças e uma rica história que não se apaga.

Parabéns, Londrina Esporte Clube do meu coração!


Parceiros

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui